Papa recorda os 28 anos de sua ordenação episcopal



Para Francisco, “episcopado” é o nome de um serviço, não de uma honra, porque ao bispo compete mais servir do que dominar, segundo o mandamento do Mestre: Quem for o maior entre vós, seja como o menor. E aquele que mandar, como o que serve.

Bianca Fraccalvieri - Vatican News

Neste dia 27 de junho, o Papa Francisco recorda os 28 anos de sua ordenação episcopal.

A cerimônia foi realizada na Catedral de Buenos Aires e foi presidida pelo então arcebispo da capital argentina, Cardeal Antonio Quarracino, Arcebispo da capital argentina.

Jorge Mario Bergoglio foi nomeado bispo auxiliar por São João Paulo II e a notícia foi divulgada em 20 de maio de 1992.

Cinco anos depois, foi nomeado sempre pelo Papa polonês coadjutor da Arquidiocese, torna-se em seguida arcebispo, cargo que ocupou até ser eleito Papa em 2013.

Para o Papa, "episcopado" é o nome de um serviço, não de uma honra, porque ao bispo compete mais servir do que dominar, segundo o mandamento do Mestre: Quem for o maior entre vós, seja como o menor. E aquele que mandar, como o que serve.

"As três proximidades do bispo: proximidade a Deus na oração — este é o seu primeiro trabalho — proximidade aos sacerdotes no Colégio presbiteral; e proximidade em relação ao povo. Não vos esqueçais que fostes tirados, escolhidos, do meio do rebanho. Não vos esqueçais das vossas raízes, daqueles que vos transmitiram a fé, daqueles que vos conferiram a vossa identidade. Não renegueis o povo de Deus."