O Papa manifesta proximidade ao Brasil atingido pelas enchentes

Após a oração mariana deste II Domingo do Tempo Comum, o Papa Francisco lembrou aqueles que perderam a vida nas enchentes causadas pelas fortes chuvas que desde o início do mês de dezembro têm atingido vários Estados do Brasil. Tendo atingido inicialmente a Bahia e Minas Gerais, já são dez Estados castigados pelas chuvas e consequentes enchentes


Raimundo de Lima/Benedetta Capelli – Vatican News


Manifesto minha proximidade às pessoas afetadas por chuvas fortes e inundações em diferentes regiões do Brasil nas últimas semanas. Rezo em particular pelas vítimas e suas famílias, e por aqueles que perderam suas casas. Que Deus ajude os esforços daqueles que estão prestando socorro.


Foram as palavras do Santo Padre após a oração mariana do Angelus, ao meio-dia deste domingo, 16 de janeiro, II Domingo do Tempo Comum.  A oração de Francisco ilumina a difícil situação do Brasil, onde a emergência nos dez Estados atingidos pelas chuvas e inundações continua elevada (durante e no pós-inundações), particularmente nos Estados da Bahia e Minas Gerais, nos quais já morreram 50 pessoas. As consequências para a população têm sido desastrosas, com a perda de casas, escolas e infraestrutura. 


Entre as localidades afetadas está Brumadinho, em Minas Gerais, onde o rompimento da barragem em 25 de janeiro de 2019 havia causado 270 mortes. 


Há também temores de rompimento de 42 barragens no país, incluindo a de Usina de Carioca, perto de Pará de Minas, onde mais de cem mil pessoas foram alertadas. 


Em Ouro Preto, lugar famoso por sua herança histórica, um deslizamento de terra e lama varreu um edifício neocolonial do século XIX, o primeiro da cidade, felizmente sem causar feridos. Segundo o último relatório da Defesa Civil, Minas tem atualmente 374 cidades em estado de emergência e 30,5 mil pessoas desabrigadas.Atuação da Caritas

© Copyright 2007 - 2022 Jornal de Curitiba
Publicado por Editora MR Agência Digital