Programa Geração Paraná Digital quer reduzir lacuna no mercado de produção de softwares

Lançado durante o Viasoft Connect 2022, ação busca preparar jovens para um nicho que vem crescendo todos os anos



A geração que já nasce conectada pode evoluir ainda mais. Esse é um dos propósitos do programa Geração Paraná Digital lançado durante a edição 2022 do Viasoft Connect, evento de inovação em gestão empresarial realizado na capital do Paraná. Durante o encontro, que colocou no palco palestrantes de grande renome nacional, foi assinado um protocolo de intenções para o tema. A ideia, assinalou o governador Carlos Massa Ratinho Jr., é a promoção da pesquisa científica com a criação de cursos de capacitação na área de Tecnologia da Informação (TI) para suprir parte da demanda do mercado de produção de software.


“O Estado tem a obrigação de criar um ambiente acessível para jovens, para que essa nova geração esteja ainda mais conectada, também para sua profissionalização. Os dados mostram que 65% das novas profissões que estão surgindo estão ligadas à tecnologia. Então, precisamos preparar essa nova geração”, destacou o governador.


A capacitação também resolve outras necessidades. Uma delas é a falta de mão de obra especializada, fator que engessa o aumento da receita do Estado no segmento tecnológico. “O Paraná é o quarto em quantidade de empresas de tecnologia em desenvolvimento de software no País, mas o sétimo em receita. Temos um desafio muito grande em gerar negócios e isso ocorre prioritariamente pela falta de profissionais capacitados”, confirmou, durante a assinatura do protocolo, o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-PR), Lucas Ribeiro. Para ele, o Geração Paraná Digital será de grande contribuição neste sentido. “O programa lançado vai transformar a história do Estado, das empresas e dos nossos profissionais. Temos muito a crescer, muito softwares para serem gerados”, completou.


O gap mencionado por Ribeiro está na mira do programa. “Temos hoje 22 mil vagas abertas para programadores no Paraná para a área de programadores, justamente a área base em TI. Será uma conexão: o Estado cria a oportunidade e a iniciativa privada vai contratar essa nova geração já capacitada”, afirmou Ratinho Jr.


O projeto


O programa Geração Paraná Digital é uma iniciativa do Governo do Paraná em parceria com os municípios, com chamamento público para participação da iniciativa privada. A proposta prevê a criação de cursos nas cidades para formar desenvolvedores de softwares.


Cada entidade e organização envolvida terá um papel importante dentro da evolução do Geração Paraná Digital. A Sedu, por meio do Paranacidade, por exemplo, fará a aquisição de computadores e equipamentos de informática que serão usados pelos alunos participantes. Já as prefeituras municipais ficam encarregadas de ceder espaço para os laboratórios de TI e aquisição de mobiliário próprio; pagar bolsa de estudos aos participantes formados no Ensino Médio; e fornecer profissional para atuar como monitor da turma.


“O trabalho do governador Ratinho Jr. é por um Paraná inovador que chegue a todos os municípios do Estado. Reunimos nesse projeto vários setores focados nisso”, disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, Augustinho Zucchi.


A Fundação Araucária também está envolvida. Ela vai disponibilizar bolsas para os participantes que estejam cursando faculdade. A agência trabalha no apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico do Paraná. “Estamos falando da formação de recursos humanos de alto nível, de uma carência do País que são os consultores de tecnologia e programadores. Acredito que encontramos o caminho com esse projeto”, afirmou o presidente da instituição, Ramiro Wahrhaftig.


A Assespro-PR, por sua vez, fica responsável por fornecer o conteúdo dos cursos, material didático, metodologia de aplicação e professores, além de gerenciar o encaminhamento ao mercado de trabalho. A meta é garantir a contratação de pelo menos 30% dos formandos. Já a Associação dos Municípios do Paraná (AMP) vai atuar no apoio aos municípios participantes.


Todas as superintendências – Geral de Inovação, Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Geral de Desenvolvimento Econômico e Social – vão atuar institucionalmente para a viabilização do programa. “Visamos capacitar as pessoas nas áreas de tecnologia, abrindo uma porta para o mercado de trabalho”, ressaltou o superintendente geral de Inovação, Andre Telles.


Viasoft Connect 2022


O evento vem se consolidando como o maior no segmento de inovação em gestão empresarial do Brasil. Neste ano, realizado em Curitiba, teve um conteúdo amplo, dividido em cerca de 120 palestras, distribuídas por nove trilhas de conteúdo e que passaram pelos temas: Sales & Success, Business do Futuro, Tecnologias Exponenciais, Gente e Gestão, ESG, Inovação na Prática, Pessoas e Performance e Marketing Experiencial.


Para Itamir Viola, CEO do Viasoft e que acaba de assumir o cargo de diretor de eventos e parcerias na Assespro-PR, o evento é uma oportunidade para o debate sobre os desafios da inovação. “Para entender essas mudanças e como elas impactam em nossas vidas e no futuro”, afirma.



© Copyright 2007 - 2022 Jornal de Curitiba
Desenvolvido por Editora MR Agência Digital