Ucrânia identifica vítimas da ocupação russa em Kharkiv

Hipótese de se terem cometido crimes de guerra na região ganha cada vez mais consistência   -   Direitos de autor  Leo Correa/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.


@ De  Euronews

A expulsão das tropas russas da região de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, abriu caminho a uma nova etapa no terreno: a da investigação.


A Guarda Nacional ucraniana enviou várias equipas para o território para recolher informações. Procuram identificar corpos de vítimas, muitas vezes largados a céu aberto ou numa vala.


"Antes de mais fizemos um reconhecimento aéreo. Usámos um drone para identificar a localização dos corpos. Depois disso, o grupo de busca deslocou-se a pé até o local onde os corpos estão. Mais tarde, o lugar foi documentado para incluir essas informações num único registo de investigações pré-julgamento sobre assassinatos, porque estes são os crimes militares", sublinha Vitali, comandante da Guarda Nacional.



Kiev denuncia a descoberta de "salas de tortura" em localidades da região de Kharkiv, tal como em Izium.


A hipótese de crimes de guerra é cada vez mais consistente.


Regresso ao normal em Kharkiv?

Com a saída dos soldados russos de Kharkiv, muitas pessoas tentam retomar a vida, mas ainda há muita destruição e a cautela mantém-se.


Desde que a invasão russa da Ucrânia começou Kharkiv tem estado debaixo de fogo.

A expulsão das tropas russas representa uma derrota de peso desde que foram expulsas de Kiev, ainda no início da guerra.


© Copyright 2007 - 2022 Jornal de Curitiba
Publicado por Editora MR Agência Digital