Papa pede que líderes mundiais respondam com urgência à crise climática do planeta

 

Nesta sexta-feira (29), o papa Francisco se encontra com o presidente americano Joe Biden no Vaticano REUTERS - VATICAN MEDIA

Texto por:   RFI    ⌚2 min

Dois dias antes do início da Conferência Climática COP26, na Escócia, o papa Francisco emitiu uma mensagem nesta sexta-feira (29) pedindo para que os líderes mundiais deem uma resposta urgente à "crise ecológica" do planeta. Os chefes das maiores economias do mundo estão em Roma para um encontro do G20 antes da conferência climática.

"Os líderes mundiais, responsáveis por tomar decisões políticas, que vão se reunir na COP26, em Glasgow, são convocados com urgência a fornecer respostas eficazes à crise ecológica atual", disse o papa. A mensagem, traduzida do italiano, foi transmitida pela rádio britânica BBC, no país que sedia o encontro da ONU.

O pontífice afirmou que são medidas urgentes que darão "esperanças concretas às gerações futuras" e enfatizou que todas as pessoas podem participar "da mudança da nossa resposta coletiva à ameaça sem precedentes da mudança climática e da degradação da nossa casa".

No início deste mês, Francisco se somou a quase 40 líderes religiosos em um apelo aos chefes de Estado e de Governo que participarão da COP26 para pedir uma "ação urgente, radical e responsável" para reduzir drasticamente os gases do efeito estufa.

Papa não participa da COP26

O papa, de 84 anos, não participará das importantes reuniões destinadas a combater a emergência climática. Em seu lugar, o Vaticano enviará uma delegação chefiada por seu secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin.

O pontífice argentino reúne-se, no entanto, com vários líderes mundiais, por ocasião da cúpula do G20 em Roma, pouco antes da COP26.

Nesta sexta, o sumo pontífice se encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, um católico praticante. Na agenda dos dois, preocupações comuns entre o religioso e o democrata: a pobreza, as mudanças climáticas e a pandemia.

Mais tarde, ainda na sexta, o papa vai se reunir com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in. No sábado (1), ele se encontrará pela primeira vez com o presidente indiano, Narendra Modi.

(Com informações da AFP)

© Copyright 2007 - 2022 Jornal de Curitiba
Desenvolvido por Editora MR Agência Digital