Ippuc projeta obras que vão mudar o perfil urbano da cidade


Em 2021, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) fortaleceu a estratégia da capital na construção da sustentabilidade urbana e todo o desenvolvimento que isso representa. Atento ao compromisso com o futuro da cidade e do bem-estar de seus moradores, o Ippuc investiu em projetos e obras de intervenções estruturantes, que vão mudar o perfil urbano da cidade nos próximos anos.


As premissas de uma nova Curitiba valorizam e incentivam a intermodalidade no transporte urbano, a participação ativa do cidadão no seu deslocamento, o uso de energia limpa para veículos coletivos e equipamentos públicos e o conforto e bem-estar dos passageiros.


O cidadão é o centro das ações que constroem hoje a Curitiba do amanhã, com menos carros, mais ar mais puro, menos desigualdade social, paisagem urbana preservada e inovadora, além do trânsito sob controle.


Bairro Novo do Caximba

788 habitações

R$ 56 milhões em investimentos

O Ippuc prepara o lançamento do edital de licitação para a construção das primeiras 788 unidades habitacionais do maior projeto socioambiental da cidade. São R$ 56 milhões em investimentos, num pacote que inclui a reforma e ampliação da Escola Municipal Professora Joana Raksa.


Os primeiros lotes de obra consolidam o Programa de Gestão de Risco Climático do Bairro Novo do Caximba, o maior projeto socioambiental em curso no país, financiado pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), com investimentos de 47,6 milhões de euros nos próximos cinco anos. No total, 1.697 famílias serão impactadas, entre reassentamento e regularização fundiária.


Em novembro, o escritório local da Cohab foi aberto na região, para atendimento das famílias e atualização do cadastro, realizando plantão social permanente no território.


Ligeirão Leste-Oeste

US$ 93,75 milhões

O governo federal autorizou a contratação de operação de crédito externo a Curitiba, junto ao New Development Bank (NDB), com garantia da União, para a implantação do Ligeirão Leste-Oeste.


Estão previstos investimentos de US$ 93,75 milhões, dos quais US$ 75 milhões financiados pelo NDB e US$ 18,75 milhões de contrapartida municipal.


O projeto será executado ao longo de cinco anos, a contar da assinatura do contrato de financiamento.


Entre as obras previstas estão três novos terminais, entre eles o do Capão da Imbuia. A Prefeitura iniciou o levantamento topográfico da área que vai receber o equipamento, no entorno da Rua da Cidadania do Cajuru. O novo terminal faz parte do Projeto de evolução do BRT (Ligeirão) Leste-Oeste e Sul, que integra o Programa de Mobilidade Urbana Sustentável de Curitiba, para a ligação entre Pinhais e o Terminal CIC Norte com a futura operação de ônibus elétricos.

Ilustração: IPPUC



Novo Inter 2

7 lotes de obras

38km de percurso

Um dos projetos mais abrangentes da cidade, o Aumento da Capacidade e Velocidade do Inter 2 terminou 2021 com os levantamentos topográficos das áreas de influência dos 38km de obras previstas para os próximos cincos.


Os sete lotes de obras - financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) - preveem alargamento de pistas, desalinhamento de estações e a inclusão da Linha Direta Inter 2 nas canaletas estruturantes, com conexões intermodais nas estações e terminais integrados.


Neste ano, também foram concluídos os estudos para a estação protótipo Agrárias, que será o modelo tecnológico a ser replicado em outras cinco estações tubo do Programa de Mobilidade Sustentável de Curitiba, com abastecimento por energia solar, intermodalidade e conforto para usuário.


Eletromobilidade

Novo Inter 2

BRT Leste-Oeste

Curitiba foi selecionada para a realização dos estudos de pré-viabilidade para introdução de eletromobilidade nos projetos do Novo Inter 2 e do Ligeirão no Corredor Leste-Oeste. A chamada incluiu projetos de estados, capitais, do Distrito Federal e de municípios com população acima de 500 mil habitantes. Foram apresentados 40 projetos e cinco foram selecionados - Curitiba, Fortaleza, Recife, Salvador e Guarulhos.


A chamada é uma parceria da Cooperação Alemã por meio do KfW Banco de Desenvolvimento daquele país; o BNDES; o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano (SMDRU), com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).


A capital também está entre o grupo de cidades selecionadas para receber apoio técnico na transição para a inserção de ônibus elétricos, como parte do TUMI (Transformative Urban Mobility Initiative) e-Bus Mission, financiado pelo governo da Alemanha e entidades parceiras.


Com a participação de técnicos do Ippuc e mais 17 organizações, foram realizados três workshops de Alinhamento Estratégico do projeto de eletrificação das Linhas Inter 2 e BRT Leste/Oeste. Entre as entidades que fazem parte da iniciativa estão o C40 Cities, Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), The International Council on Clean Transportation (ICCT), The Institute for Transportation and Development Policy (ITDP), ICLEI – Local Governments for Sustainability, The International Association of Public Transport (UITP) e World Resource Institute (WRI).


Ainda tiveram sequência, ao longo do ano, os estudos para a mudança da matriz energética do transporte, com vistas à implantação de ônibus elétricos com a apresentação de modelos articulados, biarticulados e triarticulados disponíveis no mercado e em operação.


Caminhar melhor

Requalificação de calçadas

Mais ciclovias

Como parte do Programa Caminhar Melhor, de requalificação de ruas, calçadas e expansão da malha cicloviária em toda a cidade, o Ippuc contratou e encaminhou a finalização para este ano dos projetos executivos das ruas Trajano Reis; Saldanha Marinho (da Rua José Bonifácio até a rua Fernando Simas); Cândido Lopes; Emiliano Perneta (entre a Praça Zacarias e a Rua Benjamin Lins); Prudente de Moraes; Emiliano Perneta (entre a Praça Zacarias e a Benjamin Lins); e João Negrão (entre a XV de Novembro à André de Barros); do entorno da Praça João Cândido; da Avenida Sete de Setembro; das ruas Francisco Torres; Dr. Faivre; General Carneiro; da Paz; Lea Moreira de Souza Moura (entre a Shirlei Solange Mantovani e Padre Gaston); Niterói (entre a BR-277 e a Rua Trindade), Cid Campelo (entre Manoel Valdomiro de Macedo e João Bettega); David Tows; Estados Unidos (entre Costa Rica e a Prefeito Erasto Gaetner); Holanda (entre a Costa Rica e a Erasto Gaertner); Erasto Gaertner (entre Flavio Dallegrave e Álvaro Botelho); e México (entre a Erasto Gaertner e a Coronel Temistocles de Souza Brasil).


Rosto da Cidade

Duas etapas

253 imóveis

O Ippuc deu continuidade ao projeto Rosto da Cidade, de renovação da paisagem urbana do Centro Histórico. Foi concluída a etapa 2, de elaboração das fichas de 160 imóveis e acompanhamento da pintura das fachadas dos conjuntos edificados do Largo da Ordem e da Rua São Francisco e está em fase final de execução neste ano a etapa 3, de 75 imóveis do entorno das praças Tiradentes e Generoso Marques.


Rua da Cidadania CIC

Energia solar

Reuso de água

Foi relicitado em 2021 o projeto da Rua da Cidadania da CIC. A ser instalada na Vila Nossa Senhora da Luz, o conjunto habitacional mais antigo de Curitiba, a nova Rua da Cidadania será um equipamento inovador, com foco no reaproveitamento energético e geração de energia limpa. Desenhada pelo Ippuc, a nova estrutura terá a captação de energia solar, por placas fotovoltaicas, e também reservatório para o reuso da água da chuva. Serão 14,5 mil metros quadrados de área construída, dos quais 8,8 mil m² da ala de atendimento da rua, mais subsolo com 5,7 mil para estacionamento e serviços gerais.


Melhorias viárias e de transporte 

Cruz do Pilarzinho

O Ippuc contratou e recebeu finalizados os projetos viários para as obras de correção geométrica e melhoria da mobilidade e transporte, como na região da Cruz do Pilarzinho, na Regional Boa Vista, que estão em execução pela Secretaria Municipal de Obras Públicas, e no Seminário, na Rua Eduardo Sprada. Também foi concluído o estudo com arcos, paisagismo e acessibilidade, para valorizar o espaço onde está localizada a Cruz do Pilarzinho.


Novas barracas da Feira de Artesanato

1.400 unidades

4m² de área

O Ippuc validou com o prefeito Rafael Greca o protótipo de novas barracas para Feirinha do Largo da Ordem. O protótipo tem estrutura projetada com sistema retrátil de montagem e desmontagem e cobertura para proteger os feirantes e clientes do sol e da chuva. A nova barraca tem armação em aço galvanizado, aparadores em madeira certificada e conta com lonas em laminado em PVC flexível colorido, reforçado com tecido de poliéster de alta tenacidade, na cobertura e nas laterais.


A estimativa é a de que sejam feitas 1.300 e 1.400 barracas para atender aos feirantes do Largo, custeadas com recursos do Tesouro Municipal.


Ginásio Poliesportivo Tatuquara

Construção sustentável

Energia limpa

Com projeto finalizado este ano pelo Ippuc, o complexo poliesportivo do Tatuquara tem previsão de implantação para 2022. A quadra poderá ser utilizada para a prática de futsal, basquete e vôlei com infraestrutura de vestiários, sala dos professores e depósito de material esportivo.


O projeto está alinhado às ações da Prefeitura para a produção de energia limpa, como parte do programa Curitiba Mais Energia. Serão 242 painéis fotovoltaicos, com potência de 75kW, integrados a uma estrutura de 1.670,00 metros quadrados de área construída. A edificação será construída em estrutura mista de aço e concreto, com fechamento por esquadrias de vidro e iluminação natural e ventilação garantidas por venezianas, permitindo a utilização em todos os dias do ano.


Restaurante Popular Tatuquara

500 refeições por dia

Finalizados pelo Ippuc, os projetos executivos do novo Restaurante Popular do Tatuquara deverão ter as obras licitadas em 2022. A previsão inicial é a de servir 500 refeições por dia. A nova unidade terá 580 m² de área construída em um terreno de 2.600m² anexo à Rua da Cidadania. O projeto do restaurante prevê autossuficiência energética para o equipamento, áreas para o plantio de hortaliças e a não geração de resíduos, atendendo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS).


Projetos do Natal de Curitiba

Luz e cor

O Ippuc é responsável pela elaboração do conceito e estudos, imagens, simulações, projetos executivos, orçamento e acompanhamento dos projetos do Natal de Curitiba - Luz dos Pinhais 2021. Entre as intervenções projetadas estão os circuitos “drive thru”, as instalações para os parques, Ruas da Cidadania e outros pontos de interesse; circuito das árvores; rosáceas, árvores de luz e contornos iluminados.


Estudo de novas centralidades

10 Regionais

Economia local

Como parte do Plano Diretor da cidade, o Ippuc desenvolveu o mapeamento dos polos de atividades econômicas e de atração de deslocamentos que concentram estabelecimentos de comércio e serviços nas dez regionais. O estudo é voltado à promoção da segurança das pessoas em áreas de grande circulação e, de maneira complementar, ao fortalecimento das atividades econômicas locais, nas chamadas centralidades funcionais de Curitiba no pós-pandemia.


Uso do Solo e habitação de interesse social

R$ 8,87 milhões

As novas regras de potencial construtivo adicional, definidas pela Lei de Outorga de Curitiba, garantiram R$ 8,87 milhões à Cohab para investimento exclusivo em habitação de interesse social.


O montante é R$ 1,6 milhão a mais que o total arrecadado de 2013 a 2016, quando foram recolhidos R$ 7,27 milhões com a venda de potencial construtivo voltada ao fundo habitacional.


As novas regras de potencial construtivo adicional definidas pela legislação que faz parte do pacote da Nova Lei de Zoneamento Uso e Ocupação do Solo determinam que a maior parte dos recursos da permissão do direito de construir, além do potencial básico, sejam destinados ao fundo de habitação social para a construção de moradias pela Cohab.


Curitiba é a melhor cidade em urbanismo

Liderança Nacional

Estratégia premiada

A retomada do processo de revisão e aprovação da nova Lei de Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo garantiu à capital paranaense a manutenção, por três anos consecutivos, da posição de liderança no Brasil na organização do espaço público para desenvolvimento sustentável e ordenado. Segundo o Ranking Connect Smart Cities, divulgado em setembro deste ano, em São Paulo, no fórum Connected Smart Cities & Mobility, Curitiba é a melhor cidade brasileira em Urbanismo, também é líder nacional em empreendedorismo e a terceira do país no ranking geral. A análise anual é elaborada pela Urban Systems, Barassa & Cruz Consulting (BCC).


Vitrine internacional

Economia circular

Curitiba e a Fundação Ellen MacArthur, organização sem fins lucrativos sediada na Inglaterra, formalizaram uma cooperação para fortalecer a economia circular na capital paranaense. A instituição britânica apoiará a cidade no desenvolvimento de estratégias de economia circular, além de incluir Curitiba na sua rede global. Como membro da rede, Curitiba passa a ter acesso a programas de capacitação aos servidores e trocas de experiência com outras cidades e empresas. Tudo isso sem custos ao município.


Cooperações técnicas

Ainda no âmbito das cooperações técnicas, o Ippuc deu sequência à segunda etapa da parceria com o Senseable City Lab do Massachussets Institute of Technology (MIT) com foco na mobilidade urbana inovadora e redução de emissões dos gases de efeito estufa. Foram realizados workshops virtuais com a participação de representantes do Ippuc e demais integrantes da estrutura municipal.


Climate Smart Cities Challenge

Inscrita pelo Ippuc, Curitiba foi classificada no Climate Smart Cities Challenge (Desafio Climático das Cidades Inteligentes), lançado na Expo Dubai 2020 (2021). O desafio é promovido pela UN-Habitat em parceria com o Viable Cities, Teknik företagen Vinnova, a Agência Sueca de Energia, Smart City Sweden e Business Sweden. Curitiba foi selecionada com a proposta de aplicar um modelo de zero emissão de CO2 no desenvolvimento socioambiental na região do Vale do Pinhão (Rebouças e entorno). Também participam do desafio Bogotá (Colômbia), Bristol (Reino Unido e Makindye Ssabagabo (Uganda).


Cátedra Curitiba

328 anos da cidade

Nas comemorações pelo aniversário de Curitiba em 2021, a Prefeitura e a PUCPR lançaram as atividades da Cátedra Curitiba. A abertura foi com o prefeito Rafael Greca e o reitor da PUCPR, Waldemiro Gremski, seguida de um diálogo sobre os “Desafios e inovações na trajetória do planejamento urbano de Curitiba”, com a participação do então diretor de Planejamento do Ippuc, Alberto Paranhos, e o professor-doutor Clóvis Ultramari, do Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana da Escola de Belas Artes da PUCPR. Na sequência de debates promovidos até abril, participaram a assessora de Investimentos do Ippuc, Ana Jayme, e o professor de pós-graduação em Gestão Urbana da PUCPR, Rodrigo Firmino, no painel sobre projetos urbanos, tendências, desafios e visão de futuro da capital paranaense; o arquiteto Mauro Magnabosco, para apresentar o Programa de Gestão do Risco Climático Bairro Novo do Caximba; e o coordenador de Pesquisas e Sistemas de Informação do Ippuc, Oscar Schmeiske, no lançamento do Desafio de Ideias Colaborativas (CoIdeias).


Moinho da Inovação

Contratados pelo Ippuc e finalizados em 2021, os projetos executivos da nova ala do Engenho da Inovação, antigo Moinho Rebouças, serão encaminhados à Secretaria Municipal de Obras Públicas para a licitação das obras em 2022. Os projetos transformarão o Engenho da Inovação no primeiro prédio público de Curitiba com certificação internacional de sustentabilidade. O projeto segue os parâmetros do Certificado LEED, que credencia os chamados “edifícios verdes” ao redor do mundo.


Placas de nomenclatura Urbana

O Ippuc concluiu um novo estudo das placas de nomenclatura urbana que possibilita, além da proposta de sinalização e comunicação visual, agregar tecnologias ao suporte de placas, podendo ofertar serviços de internet, monitoramento, levantamento de informações e demais tecnologias inseridas no conceito de uma esquina inteligente.


Estações de recarga de carros elétricos

Também foram concluídos pelo Ippuc, em 2021, os estudos para a implantação de nove postos de recarga de veículos elétricos no Moinho Rebouças, Parque barigui, Terminal do Cabral e Palácio 29 de Março.


Projeto de Restauro Solar do Barão

O Ippuc contratou neste ano o projeto de Restauro do Complexo Cultural Solar do Barão. O projeto busca valorizar os aspectos históricos da construção original e adequar a edificação às normas vigentes, às novas tecnologias e funcionalidades que se encontram defasadas, com foco especial na acessibilidade e na segurança do edifício.


Concitiba

No âmbito do Conselho da Cidade (Concitiba) foram realizadas cinco Reuniões Ordinárias com o conteúdo distribuído em oito sessões virtuais (on-line) para a validação dos Planos Setoriais e Regionais, bem como estudos de caso em Câmaras Técnicas com temas específicos. Os conselheiros avaliaram durante este ano os planos regionais em desenvolvimento para o Bairro Novo, Boa Vista, Boqueirão, Cajuru, CIC, Matriz, Portão, Pinheirinho, Santa Felicidade, Tatuquara. O Conselho da Cidade também validou as propostas e ações prioritárias definidas nos Planos Setoriais de Mobilidade e Transporte; Desenvolvimento Ambiental e Diversidade; Habitação e Regularização Fundiária; Desenvolvimento Social; Desenvolvimento Econômico; Defesa Social e Defesa Civil. Também foram realizadas ainda sete reuniões virtuais das Câmaras Temáticas dos Planos Setoriais com abordagens sobre o Programa Empreendedora Curitibana - Empreendedorismo Feminino; Ações de Proteção e Defesa Civil; “Revitalização de vias do ponto de vista das pessoas cegas, com baixa visão e cadeirantes; Transporte Público de Curitiba; Moradia para pessoas em situação de rua; Qualidade das águas dos rios urbanos e Política sobre drogas: um desafio para Curitiba.

© Copyright 2007 - 2022 Jornal de Curitiba
Desenvolvido por Editora MR Agência Digital